A Forca


A forca

Se como terror não é impactante, também não está muito fora da média das produções atuais. O filme abusa mesmo é da famosa técnica dos efeitos sonoros para gerar sustos (jump scare), infelizmente em maioria estes momentos são previsíveis pelo espectador.

A verdade é que o estilo found footage já está batido e poucas ou talvez nenhuma novidade ainda pode ser adicionada ao gênero. Meus favoritos ainda continuam com REC (2007) e o menos conhecido Grave Encounters (2011).

O elenco é apenas razoável, nem tinha como esperar muito de atores estão no máximo em seu segundo trabalho. Mas o que mais irrita é a quantidade de tempo em que olhamos para o chão e para as paredes.

O filme consegue mesmo é reforçar duas máximas para quem se vê em situações parecidas:
1) Se você estiver em um lugar escuro e com gente morrendo a sua volta, nunca fique sozinho.
2) Se você tiver uma chance de escapar deste lugar, independente de qualquer coisa, dê o fora.

A Forca pode não ser um exemplo de filme, mas também não é tão ruim como muitos pintam. Interessante saber que o filme já havia sido filmado de forma independente e foi refilmado após acertarem com um estúdio. Fato que talvez explique o motivo da introdução de uma cena final, tão absolutamente desnecessária.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s