Apenas Deus Perdoa


image

O filme definitivamente é feito para poucos e aqui não existe meio termo. É aquele típico filme que se adora ou odeia. Para gostar não basta ser um mero adorador de filmes Cult, é preciso ser aquele tipo de espectador interessado em construir e analisar metáforas de modo que elas possam tentar explicar o que é visto na tela. Portanto, se você não é esse tipo de pessoa, passe longe.

Pessoalmente considero que mesmo conhecendo as análises metafóricas divulgadas na internet, elas não conseguem nos fazer mudar a visão que temos do filme.

O diretor também responsável por Valhalla Rising e Drive, ambos bem mais digeríveis que este, repete aqui a parceria com Ryan Gosling. No entanto, não com tanto sucesso. Fato que muitos fãs de Drive assistiram a este e se decepcionaram.

Nas atuações o destaque vai para Kristin Scott Thomas, excelente no papel da mãe sinistra e opressora. Ryan Gosling apesar de bom ator, quase monossilábico, ele se repete mais uma vez, talvez esteja passando da hora de fazer algo diferente.

O ritmo lento e por vezes maçante, felizmente é compensado pela curta duração. O melhor do filme sem dúvidas é a fotografia, tomada por uma iluminação dominada pelo neon, predominantemente vermelho, típico dos países asiáticos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s