De Girino Para Sapo É Um Pulo


Lula

Hoje cedo, a Policia Federal iniciou nova fase da Operação Zelotes, que investiga um esquema de pagamento de propinas a integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – Carf, vinculado ao Ministério da Fazenda. Dentre outras coisas, a investigação indica suspeitas de tráfico de influência, extorsão, e corrupção de agentes públicos. Até aí, nada demais.

A diferença é que desta vez a PF cumpriu mandado de busca e apreensão na empresa LFT Marketing Esportivo, que pertence a Luís Claudio Lula da Silva. Isso mesmo, um dos filho do Sapo Barbudo dos Nove Dedos.

Agora analisem comigo, a empresa é de Marketing Esportivo, duas coisas sobre as quais é muito fácil se inventar alguma coisa, talvez o esporte seja ainda pior que o marketing. Ainda mais em época de Copa do Mundo.

Pois a empresa do girino recebeu R$ 2,4 milhões, onde ele sustenta que os valores se referem a projetos desenvolvidos para uma empresa de Mauro Marcondes, a Marcondes e Mautoni Empreendimentos, em sua “área de atuação”, o esporte. Mais alguém tá vendo a mesma maracutaia das palestras ?

Trocando em miúdos, a empresa recebeu dinheiro de um tal de Mauro Marcondes, um lobista investigado por negociar a edição e aprovação da MP471 durante o governo Nove Dedos. A norma prorrogou incentivos fiscais para o setor automotivo.

De acordo com o jornal “O Estado de S. Paulo”, a empresa do girino teria sido contratada pela Hyundai (um dos principais patrocinadores da Copa) para obter a extensão da desoneração fiscal por meio de uma medida provisória que teria sido comprada por lobistas durante o governo do Nove Dedos.

Os advogados do girino disseram que não haviam sido formalmente informados sobre a operação (desculpa padrão). Vamos aguardar para ver se a PF tem culhão para deter o girino, caso positivo, podemos estar próximos de ver o Sapão na cadeia. Não podemos perder a esperança, vamos continuar orando.

Veja agora um resumo da operação Zelotes:

Fonte: Folha

A primeira etapa da operação foi deflagrada em março e desarticulou um esquema de pagamento de propina a integrantes do Carf, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda e responsável por julgar recursos de multas aplicadas pela Receita Federal.

Em troca de suborno, conselheiros votavam em favor da redução e, em alguns casos, do perdão das multas das empresas que os corrompiam.

A operação investiga processos que somam R$ 19 bilhões. Segundo a Polícia Federal, esse é um dos maiores esquemas de sonegação fiscal já descobertos. Suspeita-se que três quadrilhas operavam dentro do colegiado, causando um prejuízo de pelo menos R$ 6 bilhões aos cofres públicos.

O Carf é um tribunal administrativo formado por representantes da Fazenda e dos contribuintes (empresas). Normalmente, são julgados pelo conselho empresas autuadas por escolherem estratégias tributárias que, segundo a fiscalização, estão em desacordo com a lei.

De acordo com os investigadores, formados por conselheiros, ex-conselheiros e servidores públicos, as quadrilhas buscavam anular ou atenuar pagamentos cobrados pela Receita de empresas que cometeram infrações tributárias, e que eram discutidos no conselho.

As investigações começaram em 2013 e alcançam processos de até 2005. Elas indicam que os grupos usavam o acesso privilegiado a informações para identificar “clientes”, contatados por meio de atravessadores, na maioria das vezes escritórios de advocacia e contabilidade.

A operação focou em 70 processos “suspeitos de terem sofrido manipulação”, que somavam R$ 19 bilhões em “créditos tributários” –valores devidos ao Fisco. A PF diz que “já foram, efetivamente, identificados prejuízos de quase R$ 6 bilhões”.

A Operação Zelotes ocorre em trabalho conjunto da Polícia Federal, Receita Federal e Procuradoria da República do Distrito Federal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s