Beyond Outrage


image

Ver Takeshi Kitano nos créditos, seja por trás das câmeras ou na frente delas, sob o codinome de Beat Takeshi é sinônimo de bons filmes. Sem dúvidas que ele e Miike são duas das maiores expressões do cinema Japonês.

Continuação de “Ultraje” o filme é muito bem vindo por aqueles que aguardavam por uma continuação do original. E me incluo na lista. Embora com menos ação e menos violência que o antecessor, o filme sobre a Yakusa mantém seu estilo intrincado e cheio de reviravoltas e traições. Ainda é preciso prestar atenção para não perder o fio da meada e assistir ao primeiro filme ajuda bastante.

Depois de 5 anos na prisão, Otomo está de volta, agora ciente de que a sobrevivência no mundo do crime  depende de mais do que ser fiel às tradições da máfia. Junto com ele temos o retorno do policial manipulador Det. Kataoka, o ótimo Fumiyo Kohinata.

Após assistir, persiste uma sensação de que faltou um pouco de ousadia e talvez uma pegada mais forte de início, já que a coisa demora a engrenar. Ainda sim, fica a nítida sensação de que Kitano julgava que a estória inicial necessitava de uma continuação, a vingança era mesmo necessária.

Assistir o filme em japonês é uma obrigação tão grande que podemos agradecer que o mesmo não passou pelos cinemas brasileiros e sofreu o sacrilégio de ser dublado. Se o resultado final não é tão bom quanto ao primeiro, ao menos fomos saciados pela conclusão da saga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s