Amigo Do Nove Dedos Vai Pra Cana (Não Destilada)


bumlai 2

Hoje não é segunda-feira, mas a Operação Lava Jato deu noticias. Podem chamar de Pegadinha do Moro, mas esta manhã a Polícia Federal iniciou a 21ª fase da Operação. Denominada de Passe Livre esta fase prendeu o amigo de pescarias do Nove Dedos, o pecuarista José Carlos Bumlai.

Fontes de Brasília citam que o Nove Dedos estaria tremendo pela primeira vez desde o inicio da Lava Jato, e não é resultado de cachaça. Nem a investigação sobre seu próprio filho teria deixado o Sapo Barbudo neste estado.

Isso tudo porque Bumlai  seria considerado por pessoas próximas como um cara frouxo, capaz de entregar a mãe para não apanhar sozinho.

O empresário dedurado pelo delator da Operação Lava Jato Fernando Soares, o Baiano, como sendo uma espécie de lobista da Sete Brasil, empresa que administra o aluguel de sondas para a Petrobras no pré-sal. Segundo Baiano, Bumlai teria repassado recursos para uma nora do ex-presidente e ajudado a quitar dívidas do PT.

Dois filhos de Bumlai, Maurício e Guilherme, foram levados à PF de Brasília, em condução coercitiva, para prestarem depoimento.Fonte: Folha

A Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (24) a 21ª fase da Operação Lava Jato. O pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi preso em um hotel de Brasília. Ele iria depor nesta tarde na CPI do BNDES.

Bumlai, que já foi um dos maiores criadores de gado do país, tornou-se alvo das investigações da Lava Jato depois que dois delatores relataram que ele teria repassado recursos para uma nora do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ajudado a quitar dívidas do PT, o que ele nega ter feito.

Segundo o advogado do pecuarista, Arnaldo Malheiros Filho, dois filhos de Bumlai, Maurício e Guilherme, foram levados à PF de Brasília, em condução coercitiva, para prestarem depoimento nesta terça.

Malheiros Filho disse que ainda não sabe as acusações contra seu cliente e que, portanto, não poderia comentar a ação.

O juiz federal Sergio Moro autorizou uma diligência de busca e apreensão no frigorífico Bertin (Tinto Holding) para coleta de provas relativas à prática pelos investigados dos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e de falsidade, além dos crimes antecedentes à lavagem de dinheiro.

Natalino Bertin e Silmar Roberto Bertin, controladores do frigorífico Bertin, foram levados pela PF para prestarem depoimento.

A secretaria da CPI foi comunicada pela 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelas investigações da Lava Jato, sobre prisão de Bumlai e que, por isso, ele não poderia comparecer ao depoimento. Outra data deve ser marcada posteriormente.

Segundo as primeiras informações, ele estava bastante tranquilo durante a ação da PF que ocorreu no hotel Golden Tulip, localizado a poucos metros do Palácio da Alvorada. Bumlai foi levado para o aeroporto de Brasília, de onde seguiu em uma aeronave da PF para a Superintendência de Curitiba (PR).

No hotel em Brasília, os agentes da PF chegaram a procurar documentos do empresário. Entre os mandados, também estão buscas em escritórios de Bumlai.

A PF ainda esteve na sede do BNDES no Rio. Pediu contratos pontuais e já saiu do banco com todos eles.

A operação desta terça, chamada de Passe Livre, ocorre nas cidades de São Paulo, Lins, Piracicaba (SP), Rio de Janeiro, Campo Grande, Dourados (MS) e Brasília. Escritórios de Bumlai estão entre os alvos da ação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s