Arquivo da tag: imposto

GovernANTA Promete Volta Da CPMF Até Julho 2016

Deelma

Quando soube que o assunto na reunião do G-20 era terrorismo, nossa querida GovernANTA não quis fugir do tema, lá mesmo ela  afirmou que havia a necessidade de aprovação da CPMF e disse que: “aumento não é para gastar mais, é para crescer mais”.

Então agora segurem as calças, a GovernANTA enviou um adendo ao projeto de Lei Orçamentária de 2016 prevendo a volta da CPMF com alíquota de 0,20 por cento, considerada imprescindível para o cumprimento da meta fiscal. Se aproveitando que a poeira baixou e pouco se fala em protestos atualmente, o governo estufou o peito e quer de qualquer forma contar com uma receita de 32 bilhões de reais com objetivo de ajudar a tapar o rombo do orçamento.

Ela já teria se reunido com sua equipe econômica e inclusive do vice-presidente Michel Temer. Ela promete intensificar reuniões com deputados, senadores, prefeitos e governadores até o fial do ano e irá argumentar que o mercado acenou sobre o retorno do imposto como “a única saída”.

Continuar lendo GovernANTA Promete Volta Da CPMF Até Julho 2016

Anúncios

A GovernANTA E Seu Guverno Sadomasoquista

Dilma Mazoquista

Diz o dito popular que: Errar “uma vez” é humano; mas errar “duas vezes” é burrice. Pois, vejo apenas duas explicações possíveis para a atual equipe da GovernANTA, ou são burros ou são sadomasoquistas.

E não é que mesmo sabendo da atual revolta da população com todas as lambanças já realizadas até agora, nem vamos mencionar a roubalheira, e além de estar cientes da má vontade do congresso em aprovar medidas que possam ser vistas na mídia como prejudiciais a população, este governo ainda tem a coragem (leia-se cara de pau) de propor a volta da CPFM.

Realmente, não é fácil entender o motivo do guverno ter feito a opção de voltar a falar neste imposto mardito, pois não é preciso ser Mãe Dinah para saber que a proposta está fadada a derrota. E claro este guverno passará vergonha em público mais uma vez, já que é visível que a proposta de MP para recriação do imposto será fatalmente derrotada no congresso.

Considerando a habitual habilidade de marketing que o PT teve para se reeleger ao longo dos anos, parece que o departamento de marketing do planalto não funciona pós eleição, provavelmente porque teve o concurso cancelado devido à cortes de gastos.

Esperando gerar uma receita anual de R$ 32 bilhões aos cofres federais, hoje o governo Deelma encaminhará ao congresso a proposta para volta da CPMF.

Relembrando para os esquecidos, a Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras – CPMF foi um imposto com aliquota de 0,38% que existiu até 2007 para cobrir gastos do governo federal, diziam eles que com projetos de saúde. Agora, o guverno propõe cobrar uma alíquota de 0,2% sobre todas as transações bancárias de pessoas físicas e empresas com o “pretenso” objetivo de cobrir o rombo da Previdência Social.

Serão afetados pela mardita todas as pessoas ou empresas que transferirem qualquer valor por meio dos bancos e instituições financeiras. Isso vale tanto para quem saca o dinheiro do caixa eletrônico quanto para quem paga uma conta de telefone via boleto bancário ou a fatura do cartão de crédito.

Pois é, vamos logo correr na loja para comprar um colchão novo, de modo a acomodar a grana que iremos retirar dos bancos. Parece me esta a solução mais sensata caso a recriação da CPMF seja aprovada. Vai ver o biso tinha razão.

 

A Volta da CPMF: Pífios Argumentos

Arthur-Chioro-300x168

O afirma-nega entre Arthur Chioro (o bonitão aí de cima) e Joaquim Levy sobre a volta da CPMF via imprensa, levou até a dentuça a sair com recadinhos de que o gunverno não quer ressuscitar o tributo, pra tirar o foco das manobras.

Mas uma coisa é certa como 2 e 2 são 22: boa parte do poder quer mesmo recriar a poha, aplicável sobre todas as movimentações financeiras, com o argumento de ser “verba para a saúde”; coisa que se sabe que NUNCA FOI e nem NUNCA SERÁ.

Tá bom que o setor de saúde no Brasil está muito mal e requer novas aplicações de verba, desde que seja bem administrada. Mas cabe lembrar que a CPMF na sua vida anterior; arrecadou o equivalente a 111 bilhões de dólares entre 1997, quando foi criada, e 2007, ano de sua extinção; sendo 44 bilhões de dólares na gestão FHC e 67 bilhões de dólares nos governos do 9 dedos.

E mesmo assim, durante os dez anos em que foi “provisória”, a saúde só apareceu na imprensa de forma negativa, do mesmo jeitinho que hoje.

Não será portanto, uma tungada adicional que vai resolver o problema.