Arquivo da tag: John Cusack

Códigos De Defesa

Codigos de Defesa

Sinopse:

Um ex-agente da CIA que está encarregado de proteger a operadora de códigos. Quando um ataque altamente organizado ameaça suas vidas e a segurança do centro de comunicação, o ex-agente e sua nova parceira devem trabalhar juntos para impedir que sejam mortos pelos especialistas.

Comentário:

O filme é um thriller interessante, embora não seja uma estória nada original é daqueles filmes que valem ser vistos. Ao menos em dias de chuva e sem muitas expectativas. O clima claustrofóbico criado pela maioria das cenas se passarem em um lugar fechado é um ponto positivo, mas poderia ter sido mais bem aproveitado.

As atuações não fazem feio, mas são apenas adequadas, John Cusack repete aqui um tipo de personagem que lhe cai bem, mas que já ficou muito recorrente em sua filmografia. Ele que tem talento para comédia deveria investir um pouco mais em filmes que tenham um clima menos pesado. Malin Akerman linda como sempre, vai bem, mas não conseguiu angariar toda a simpatia pretendida para o casal de protagonistas, este era o objetivo da personagem.

Infelizmente, além de deixar de explorar melhor os personagens, como o relacionamento entre Emerson e Grey, também existem alguns furos no roteiro que poderiam ser evitados.

Em resumo pode não ser excepcional, mas também não é decepcionante, e sim está acima da média.

Con Air – A Rota da Fuga

Con Air

Sinopse:

Um prisioneiro em liberdade condicional pega carona em um vôo que transporta os piores criminosos do país. Mas quando este grupo toma o controle do avião e planeja sair do país, ele não diz que está livre e sim que ainda tem quinze anos para cumprir, para poder ser aceito entre os psicopatas diversos e tentar reverter a situação.

Comentário:

Se existe algum tipo de grupo especial de filmes de ação destinados a diversão este certamente é um de seus melhores representantes. O filme trás uma excelente mistura de ação com humor, sendo o segundo adicionado na dose certa. A ação quase ininterrupta, consegue fazer os espectadores viajarem na estória, independente da inverossimilhança de algumas cenas.

Contando com um elenco excepcional, as atuações trazem um Nicolas Cage, no auge de sua carreira, interpretando aqui um de seus melhores personagens. Mas o destaque maior vai para o excelente John Malkovich, como Cyrus, ele emplaca um dos grande vilões do cinema de ação. Steve Buscemi e John Cusack, ambos com menos espaço, também aparecem bem.

Ao assistir ao filme, sem dúvida alguma, bate aquela saudade dos longas de ação lançados entre o final dos anos 80 e final dos 90 (a década de ouro deles). Ah sim, naquela época sabiam mesmo como fazer filmes do gênero, mesmo que os efeitos especiais da época não fossem tão bons.