Jô Soares E O Impeachment Da Empáfia


Jo-Soares

Sabemos que sempre é importante dar ouvidos aos nossos pais, e o meu pai sempre dizia “O que ele tem de inteligente, tem de bobo”.

Pessoas inteligentes devem sempre ser motivo de orgulho para uma sociedade, mas o pseudo entrevistador, Jô Soares, insiste em ser um caso a parte. Mais grave do que ser um entrevistador que gosta de brilhar mais que seu convidado é ser um que não sabe aceitar a opinião alheia.

Normalmente quando se pergunta algo, se está em busca por uma resposta, e caso ela não seja de seu agrado, o minimo necessário seria contra argumentar. Para Jô não, sua plateia deve sempre se render as suas convicções politicas.

Petista declarado, mesmo que veladamente, e costumeiro beneficiário da lei Rouanet. O apresentador que meses atrás já havia tentado constranger um membro de sua platéia que gritou o nome do Deputado Jair Bolsonaro. Novamente ele aprontou das suas com aqueles que se esforçam para ir assistir suas gravações.

Ao questionar a plateia sobre o que eles acharam da votação do impeachment no plenário da Câmara, ele foi surpreendido por um grito de “Fora, Dilma”. Foi o suficiente para a resposta nervosa do gordinho: “Fala bobagem, fala. Aqui não há manifestações políticas, nunca houve e nunca haverá. É uma plateia imparcial”.

Certo, imparcial só se for a cara de pau do questionador, ou ele esperava mesmo que ao fazer uma pergunta sobre politica, pudesse obter uma resposta sobre futebol ?

O curioso é que tanto Jô Soares, quanto a GovernANTA, moralmente já sofreram impeachment, ela pela câmara e ele pela Tv Globo. Desde o ano 2000 na Globo, este será seu último ano de contrato. O interessante é que ambos sairão definitivamente na mesma época.

Já vão tarde. Meu pai estava certo, como sempre.

Fonte: Uol

Jô Soares repreendeu um rapaz durante o seu programa desta terça-feira (19). Ao iniciar a atração, o apresentador questionou a plateia sobre o que eles acharam da votação do impeachment no plenário da Câmara, e foi surpreendido por um grito de “Fora, Dilma”.

“Fala bobagem, fala. Aqui não há manifestações políticas, nunca houve e nunca haverá. É uma plateia imparcial”, disse o apresentador irritado.

Em seguida, Jô fez questão de deixar claro que sempre busca a imparcialidade em seu programa.

“Para as pessoas, dependendo de quem eu entrevisto no programa, eu sou “PT” ou “PSDB”. Basta eu convidar alguém de um partido aqui que as pessoas acham que eu sou desse partido. Eu não tenho partido, mas é claro que eu acompanho o cenário político”, disse o apresentador.

Aos 78 anos, Jô Soares deixará de apresentar seu talk show a partir de 2017. O apresentador estreou no formato em 1988, no SBT, e está na Globo desde 2000.

A história se repete
Esta não foi a primeira vez que Jô repreendeu alguém da plateia do seu programa. Em dezembro de 2014, o apresentador se irritou com um rapaz que gritou palavras de apoio a Jair Bolsonaro. Na ocasião, o deputado era acusado de ferir o decoro ao dizer que “não estupraria Maria do Rosário [PT-RS] porque ela não merecia”.

“Viva, Bolsonaro!”, gritou o rapaz, logo depois do programa exibir um VT com palavras de Bolsonaro. “Quem foi que gritou esse absurdo? Maluf está na plateia? Quem que gritou? É só para eu saber”, perguntou Jô, surpreso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s